9 dicas de como vender serviços gráficos para sua gráfica crescer rápido Mundo Gráfico

Infelizmente, muitas gráficas fecham as portas por não entenderem como vender mais serviços gráficos para seu público-alvo.

E sejamos sinceros:

O sucesso de uma gráfica depende de como ela se posiciona no mercado e quais serviços ela oferece.

Aprenda com que já fez certo.

Os grandes casos de sucesso de hoje em dia descobriram como vender serviços gráficos há muitos anos atrás, e hoje colhem os frutos por terem seguido o caminho correto.

Quer transformar sua gráfica em um grande caso de sucesso também?

Neste artigo vamos ensinar os truques que as grandes gráficas utilizam para ter sucesso na venda de serviços gráficos.

Como vender serviços gráficos em 9 passos simples

  1. Faça uma análise da localização;
  2. Conheça (muito bem) seu público-alvo;
  3. Compre os equipamentos corretos;
  4. Capriche no atendimento;
  5. Tenha produtos magníficos à exposição;
  6. Mostre seu diferencial;
  7. Invista em marketing digital;
  8. Venda pela internet;
  9. Cumpra os prazos.

Quer descobrir agora como aplicar as dicas acima para transformar sua gráfica em uma máquina vendas?

Continue lendo.

 

#1: Faça uma análise da localização

O primeiro passo é entender, geograficamente, onde sua gráfica está posicionada.

Isso é importante para que você consiga identificar os pontos fortes e fracos (baseado na localização) da sua gráfica.

A partir disso fica mais fácil definir quais serviços que serão prestados.

Por exemplo:

Se você está posicionado perto de uma universidade, provavelmente terá um índice maior de trabalhos recorrentes, e sem muitos trabalhos “fora do comum”.

Por outro lado, uma gráfica digital localizada no centro da cidade deve estar preparada para atender uma grande série de serviços, pois o fluxo de pessoas que passa por ali é muito mais diversificado.

Super dica: Alguns locais interessantes para abrir uma gráfica digital são: Nas proximidades de universidades, casa lotéricas e também em grandes centros.

Lembre-se:

É importante manter um estoque dos materiais que são mais pedidos para não perder trabalho.

Além disso, conforme você conhece melhor seu público-alvo, fica fácil descobrir se vale a pena, ou não, investir em propagandas e promoções no próprio local.

Outro ponto importante para é:

Conheça quais épocas do ano o volume de trabalho aumenta e diminui (baseado na localização).

Usando o exemplo da universidade, mais uma vez, sabemos que durante as férias escolares o volume de trabalho diminue muito.

Saber esse tipo de informação é muito importante para criar seu planejamento estratégico.

 

#2: Conheça (muito bem) seu público-alvo

Conhecer o público-alvo de uma gráfica é um dos fatores mais importantes para aumentar as vendas.

Conhecer quem está disposto a comprar seus produtos é, literalmente, o ponto chave para criar um negócio de sucesso.

Quais os hábitos dessas pessoas? Entender o comportamento do seu público-alvo ajuda a montar estratégias de promoções e fluxo de trabalho.

Onde essas pessoas estão mais presentes? Esteja onde seu cliente está. Facebook? Twitter? Nas ruas? Não importa, descubra onde está presente seu público-alvo para impactá-lo da melhor forma possível.

O que eles querem? Fique atento a todos os tipos de serviços gráficos que são interessantes para seu público. Não perca tempo investimento em serviços que não agradam seu público-alvo. Ofereça o que vende, descarte o resto.

Quando eles querem? Todos os negócios possuem picos de demanda ao longo do ano, conhecer os picos altos e baixos do seu negócio, para cada tipo de serviço gráfico, é muito importante.

E quanto ao futuro? Conhecer as tendências e manter-se atualizado sobre os gostos das pessoas que você quer atrair é crucial para vender mais.

Dica rápida: Faça pesquisas com seus clientes para descobrir ainda mais sobre eles.

 

#3: Compre os equipamentos corretos

Após conhecer a localização e o público-alvo, você já deve ter uma ideia do volume de impressão mensal e dos tipos de trabalhos que vai realizar.

E se ainda não sabe, é melhor descobrir.

A compra dos equipamentos de impressão não está ligada diretamente à venda dos serviços gráficos, mas faz toda a diferença na estratégia de vendas gráficas.

E também no seu faturamento.

Se você quiser imprimir, por exemplo, um grande volume de fotos com alta qualidade, vai precisar de um equipamento adequado para isto.

Por outro lado..

Se a sua demanda é menor, e a qualidade não é uma exigência, a aquisição de um equipamento robusto fará você perder dinheiro, e o retorno sobre o investimento será demorado.

Fique atento: Fale com consultores especializados para não fazer besteira na hora de comprar as máquinas.

 

#4: Capriche no atendimento

A fidelização do cliente é fundamental para conseguir trabalhos recorrentes.

Ou seja:

Desde o primeiro até o último atendimento, seu cliente deve se sentir confortável em fazer negócio com você.

Algumas dicas para caprichar no atendimento são:

  • Vista-se bem;
  • Sorria e seja educado;
  • Não use gírias se você não conhece os hábitos da pessoa que está atendendo;
  • Ofereça o que é melhor para seu cliente, e não o melhor para você. Ninguém gosta de se sentir enganado;
  • Tenha os serviços, preços e outros detalhes em mão para agilizar o atendimento;

Cuidado:

Um cliente será mal atendido só uma vez. Depois disso ele nunca mais volta.

 

#5: Tenha produtos magníficos à exposição

Muitas vezes, quando uma pessoa entra na sua gráfica, ela sabe o que quer, mas não sabe como quer.

Essa é um oportunidade de ouro.

Faça de sua gráfica um local onde as pessoas possam se inspirar e buscar referências para os serviços que querem contratar.

Afinal…

Você já conhece os hábitos e gostos do seu público-alvo, basta reunir seus melhores trabalhos e criar um belo mostruário.

Além de ajudar as pessoas indecisas, você ainda cria autoridade no assunto, mostrando que já fez belos trabalhos.

Isso passa confiança para os clientes e ajuda a fechar a venda.

 

#6: Mostre seu diferencial

Sejamos sinceros: dependendo de onde você está, há uma gráfica em cada esquina. Este é um mercado concorrido, pois a demanda é grande.

E com tantas opções, fazer com que as pessoas escolham os seus serviços gráficos, ao invés dos concorrentes, pode ser um difícil.

Principalmente se você não tem nada de mais a oferecer.

Ou seja:

Ninguém quer mais do mesmo. Seja diferente.

Algumas ideias de diferenciais são:

  • Serviços exclusivos;
  • Preços diferenciados;
  • Preços diferenciados para clientes fiéis;
  • Serviços de acabamento;
  • Horários flexíveis;
  • Prazos de entregas melhores
  • Atendimento excelente
  • Condições de pagamento diferenciadas

 

#7: Invista em marketing digital

Acabou o tempo onde os empreendedores eram obrigados a investir grandes quantias em outdoors e torcer conseguir mais clientes para a gráfica.

Hoje em dia é possível investir valores baixos e atingir exatamente quem você quer: seu público-alvo.

E a melhor parte é:

É possível medir o resultado e descobrir facilmente o retorno sobre o investimento.

Confira alguns canais de marketing digital que você pode (e deve) investir:

  • Redes sociais: Alcance seu público de forma gratuita, criando perfis e publicando assuntos relevantes;
  • Site: Um canal básico para exibir seus serviços, portfólio e outras informações importantes da empresa;
  • Publicidade paga: O Facebook Ads e o Google Adwords são excelentes para atingir um público específico;
  • Alcance orgânico: Através do SEO é possível estar presente nos resultados de pesquisa do Google, justamente onde seus possíveis clientes estão procurando. Fique atento também no SEO Local, pois ele é importante para as pesquisas que são feitas de smartphones. Neste tipo de busca, o Google costuma mostrar empresas próximas ao local da pessoa;
  • Facebook Chat Bots: Os chat bots são “robôs” que “conversam” com as pessoas que entram em contato com sua empresa através da fan page do Facebook. É possível programar esses robôs para tirar dúvidas sobre serviços, oferecer produtos ou até realizar vendas.

 

#8: Venda pela internet

Antigamente as vendas de serviços gráficos eram limitadas pela região em que as gráficas estavam localizadas, mas com a expansão das vendas pela internet este cenário mudou.

Hoje em dia as gráficas podem vender seus produtos pelo país inteiro, aumentando o faturamento e captando mais clientes.

Porém…

Muitos empreendedores gráficos ainda possuem dúvidas sobre como vender serviços gráficos pela internet, afinal, as vendas das gráficas não são tão simples.

Nesse tipo de negócio há muita personalização envolvida, e as plataformas de e-commerce habituais não foram feitas com este intuito.

E para piorar:

Criar um e-commerce exclusivo para sua gráfica é muito caro.

É nessa hora que muitos desistem.

Mas existe uma solução simples, fácil e barata de vender serviços gráficos pela internet, e se chama Web2Print.

O Web2Print é um e-commerce feito exclusivamente para gráficas.

Nessa ferramenta é possível vender todos os serviços que você oferece na loja, no mesmo nível de personalização.

 

#9: Cumpra os prazos

Por último, mas não menos importante, cumpra rigorosamente os prazos prometidos.

Ninguém gosta de esperar, principalmente por um serviço que foi pago.

Algumas gráficas acabam aceitando qualquer serviço que aparece, mesmo sabendo que não será possível entregar na data prevista.

Não faça isso.

Entregue o trabalho na data que seu cliente está esperando, assim ele vai voltar e recomendar seus serviços.

Dica: Se você aceitar trabalhos que não poderão ser entregues na data, terceirize o serviço.

Fabricio

cmyk-rgb-cmykog-pantone-trident-cmyk

Quer mais dicas?

Preencha os dados abaixo e receba semanalmente as melhores dicas e novidades

Total