Pantone, RGB e CMYK: Tire suas dúvidas sobre esses sistemas de cores Mundo Gráfico

Quer fazer uma impressão, mas descobriu que precisa converter os padrões de cores antes de enviar o arquivo?

Você não está sozinho.

Quem está começando, ou apenas quer imprimir ou enviar arquivos para uma gráfica, precisa correr atrás de informação sobre os sistemas de cores para não sair prejudicado.

O lado ruim é: Não é fácil como parece…

O lado bom é: Artistas e gráficas experientes já sabem como lidar com Pantone, RGB e CMYK, e compartilham seus conhecimentos sem cobrar nada.

E para que você não perca tempo pesquisando em dezenas de sites, reunimos, aqui, as dúvidas mais frequentes sobre o assunto!

Continue lendo e descubra quais sistemas de cores existem, como convertê-los e qual é o melhor padrão para a aplicação que você precisa.

Quais padrões de cores existem?

Com o surgimento de novas tecnologias, diversos tipos de sistemas de cores foram criados ao longo dos anos, porém, a maior parte foi depreciada. Atualmente os padrões mais comuns são:

  • RGB;
  • CMYK;
  • Pantone;

Neste artigo vou tratar somente estes três sistemas.

Vamos lá.

 

O que é CMYK?

sistema de cores cmyk

CMYK é um sistema de cores utilizado em impressoras e fotocopiadoras. A sigla representa suas cores primárias, e significa ciano (Cyan), magenta (Magenta), amarelo (Yellow) e preto (blacK.) A partir da mistura destes pigmentos é possível reproduzir a maioria das cores do espectro.

Qualquer impressora comum de quatro cores usa o sistema CMYK.

Além disso, o CMYK também é o padrão de cores usado em gráficas.

Curiosidade: A letra K é usada para representar o preto porque a chapa que continha a cor preta, antigamente, era chamada de “Key plate” (chapa chave), pois ela continha, geralmente, as informações mais importantes. Além disso, o padrão RGB já utilizava a letra “b” (blue).

Confira a tabela de cores CMYK de conversão Pantone e RGB (Hexadecimal)

No CMYK há dois tipos de pretos:

  • Preto puro/simples: somente o preto;
  • Preto composto: mistura de amarelo, ciano, magenta e preto.

Com o preto composto a impressão demora mais para secar, pois a tinta fica mais grossa devido à mistura das cores.

Além disso…

É preciso cuidar com o papel, pois os papéis mais frágeis tendem a rasgar com impressões muito carregadas com preto composto.

No final das contas, existe alguma vantagem em usar preto composto?

Depende da sua impressora.

Algumas impressoras conseguem dar mais intensidade ao preto composto, e o resultado é este:

diferença entre preto puro e composto

 

Lembrando que o preto composto não precisa ser a mistura de 100% das cores.

Ele pode ser, por exemplo:  C 30%, M 0%, Y 0% e K 100%.

 

O que é RGB?

sistema de cores rgb

O RGB é um sistema de cores aditivo utilizado em dispositivos eletrônicos como televisões, monitores e smartphones. As três letras significam suas cores primárias, vermelho (Red), verde (Green) e azul (Blue). Sua escala de cores é maior do que o CMYK e menor do que o Pantone.

Mas o que é sistema aditivo?

É um sistema que adiciona cores para formar novas cores, independentemente da luz externa.

Todas as cores RGB possuem representações numéricas que são comuns em softwares como Photoshop e Corel.

Essas representações são formadas por três números que variam entre 0 e 255.

Confira alguns exemplos:

  • Branco: 255, 255, 255;
  • Azul: 0, 0, 255;
  • Vermelho: 255, 0, 0;
  • Verde: 0, 255, 0;
  • Amarelo: 255, 255, 0.

 

O que é Pantone?

sistema de cores pantone

Pantone é uma empresa especializada em combinações de cores para artes gráficas. O sistema de cores da Pantone se baseia na mistura de diversos pigmentos para criação de cores especiais, inclusive cores metalizadas. Esse sistema foi desenvolvido e padronizado ao longo dos anos, e se tornou referência no mercado de cores.

A tabela de cores Pantone possui a gama muito maior que o RGB e o CMYK.

Converter Pantone em CMYK é trabalhoso e caro, pois é preciso usar softwares especiais.

Vou falar mais sobre essas conversões logo abaixo.

 

Quais as diferenças entre o CMYK e o RGB?

cmyk ou rgb

A principal diferença entre os sistemas de cores CMYK e RGB é a forma como eles interagem com a luz. O RGB emite sua própria luz e forma cores a partir do vermelho, verde e azul, podendo, inclusive, adicionar cores para criar novas. Por isso o RGB é utilizado em monitores e televisões.

É essa capacidade de adicionar novas cores que faz com que o RGB possua uma escala de cores maior.

Já o CMYK não emite luz, e sim, absorve.

Por isso, ao invés de adicionar cores, ele remove as quantidades necessárias de cada cor primária (ciano, amarelo, magenta e preto) para formas novas cores.

Essa limitação na escala CMYK pode transformar completamente as cores exibidas no monitor.

Quer resolver isso?

Veja abaixo.

 

CMYK ou RGB, qual é melhor para impressão?

Se você vai imprimir em um equipamento de quatro cores sem gerenciamento de cores avançado, use o padrão CMYK para fazer a impressão, pois sua impressora não conseguirá reproduzir a gama de cores RGB. Ou seja, as cores da impressão ficarão diferentes das cores exibidas no monitor.

Porém, se você possui gerenciamento de cores avançado, como um servidor Fiery ou software RIP, a melhor opção é imprimir em RGB.

Já para as impressoras de mais cores, como, por exemplo, a Canon Pro-1000, que possui 12 cartuchos de tintas, a melhor opção é utilizar os perfis ICC oficiais dos fabricantes.

Sua impressora é comum e não tem gerenciamento avançado de cores?

As dicas abaixo podem ajudar:

  • Ajuste as cores: Depois de converter os arquivos para CMYK será preciso fazer ajustes nas cores, pois as cores podem perder brilho ou ficar com aspecto acinzentado;
  • Mexa na saturação: Alterar as configurações de saturação da imagem pode ajudar no ganho de cores vibrantes;
  • Fique atento no papel: Nas impressoras jato de tinta o papel absorve a tinta e deixa as cores menos vibrantes. É preciso usar papéis com brilho para tornar as cores mais vivas.
Atenção: As dicas acima podem não funcionar para todos, pois algumas impressoras não conseguem resolver o problema de cores apáticas.

 

Como imprimir arquivos em Pantone?

Para imprimir arquivos no padrão Pantone é preciso de um software RIP ou um servidor Fiery. Através dessas tecnologias a impressora é capaz de converter Pantone para CMYK com precisão, imprimindo exatamente o que está sendo exibido no monitor, independentemente do software de design.

O software RIP é usado em impressoras de grandes formatos, e o servidor Fiery é usado em impressoras menores.

Lembre-se de verificar se a sua impressora possui suporte a esses recursos.

Se você não tem dinheiro para investir em um servidor Fiery ou um software RIP, pode usar o seu software de design favorito, como o Illustrator ou Corel, para tentar alcançar uma cor próxima (o passo a passo de conversão de cores está logo abaixo).

Outra opção é usar esta ferramenta online para converter CMYK em Pantone manualmente.

Mas não se esqueça:

Uma impressora de quatro cores comum não é capaz de imprimir as cores Pantone.

 

RGB ou CMYK, qual é melhor para sublimação?

Se você trabalha com impressoras pequenas, alguns fabricantes recomendam usar o RGB, pois a fidelidade de cores pode ser maior. Porém, se você trabalha com equipamentos de grandes formatos ou industriais, o CMYK é a melhor opção.

Eu sugiro que você faça alguns testes com as impressoras para descobrir qual sistema de cores atinge a gama ideal para seus trabalhos.

 

Como converter CMYK para Pantone no Illustrator?

  1. Selecione o elemento em CMYK que você quer converter;
  2. Clique em “Edit” no menu superior;
  3. Clique em “Edit colors”;
  4. Clique em “Recolor with preset”;
  5. Clique em “1 color job”;
  6. Clique na caixa de seleção de “Library”;
  7. Selecione uma das opções “PANTONE+”;
  8. Clique em “Ok”, depois em “Ok” novamente.

 

Como converter CMYK para Pantone no Corel?

  1. Selecione o objeto CMYK;
  2. Clique na cor RGB, no canto inferior direito;
  3. Clique na caixa de seleção “Paleta”;
  4. Clique em “Biblioteca de cores”;
  5. Clique em “Exata”;
  6. Clique em “Pantone”, depois em “Pantone+”;
  7. Selecione “Solid coeated-V2”.

 

Como converter RGB para CMYK no Photoshop?

  1. Clique em “Image” no menu superior;
  2. Clique em “Mode”;
  3. Selecione “CMYK Colors”.

 

Como converter CMYK para RGB no Photoshop?

  1. Clique em “Image” no menu superior;
  2. Clique em “Mode”;
  3. Selecione “RGB Colors”.

Fabricio

cmyk-rgb-cmykog-pantone-trident-cmyk

Quer mais dicas?

Preencha os dados abaixo e receba semanalmente as melhores dicas e novidades

Total