Montar uma gráfica da dinheiro hoje em dia? Mundo Gráfico

Hoje em dia o investimento para montar uma gráfica pode ser relativamente baixo, isso motiva diversos empreendedores a apostarem neste tipo de negócio.

Porém, mesmo com dinheiro em mãos, algumas pessoas ficam receosas ao pensarem:

Será que montar uma gráfica dá dinheiro?

A resposta curta é:

Sim.

Uma gráfica pode ser uma máquina de fazer dinheiro, porém, é preciso prestar atenção em diversos aspectos para não falhar. Principalmente se você não tem experiência na área.

Por exemplo:

A escolha dos equipamentos é crucial ao abrir uma gráfica, pois são eles que vão realizar seus trabalhos. Comprar uma impressora com velocidade inferior ou superior do que sua demanda é um mal investimento.

Quer saber mais?

Neste artigo vamos mostrar se trabalhar com gráfica da dinheiro hoje em dia, e explicar os principais aspectos que você precisa prestar atenção para construir uma gráfica de sucesso.

Montar uma gráfica dá dinheiro? (vídeo)

 

Quais os investimentos para montar uma gráfica?

Quando falamos em investimentos para uma gráfica, devemos incluir os equipamentos de impressão, equipamentos de acabamento, imóvel, propaganda, etc…

Porém:

Neste artigo vamos abordar somente sobre os equipamentos de impressão e acabamento, pois não há como ganhar dinheiro com uma gráfica sem escolhe-los corretamente.

Dica: Faça uma plano de negócios para sua gráfica, e não se esqueça de organizar o fluxo de trabalho, desde produção até a entrega. A escolha do público-alvo e localização também são aspectos muito importantes.

 

Custos com impressoras

As impressoras para gráficas são separadas em, basicamente, dois níveis de investimento:

  1. Impressoras de entrada (pequeno/médio porte): Investimento inicial a partir de R$ 15.000,00;
  2. Impressoras de alta produção (grande porte): Investimento inicial a partir de R$ 150.000,00.

As impressoras de entrada são perfeitas para quem está entrando neste mercado agora, pois, além do investimento ser muito menor, é possível oferecer uma grande linha de produtos.

O lado ruim é:

Esses equipamentos não possuem qualidade e velocidade para atender demandas mais exigentes.

Super dica: Não caia na tentação de comprar um equipamento muito superior do que suas necessidade atuais. Compre uma impressora para seus trabalhos mais frequentes, terceirize os trabalhos que fugirem da sua capacidade e invista em equipamentos mais robustos se as demandas mais altas se tornarem frequentes.

Por outro lado, as impressoras de produção são recomendadas para quem já sabe que o volume de impressão esperado é alto.

Com esses equipamentos mais robustos, a gama de produtos que você pode oferecer aumentará bastante.

Isso ocorre porque essas impressoras conseguem trabalhar com velocidades superiores (85 páginas por minuto), mantendo a mesma qualidade para diversas gramaturas.

Ou seja:

Uma impressora maior é capaz de aumentar sua produtividade e atingir melhores qualidades.

 

Custos com máquinas de acabamento

Além dos equipamentos de impressão, também é preciso dos equipamentos de acabamento para aumentar a gama de produtos oferecidos.

Confira abaixo uma tabela com as médias dos valores dos principais equipamentos de acabamento.

Porte da gráfica
Equipamento Pequeno Grande
Guilhotina R$5.000,00 R$27.000,00
Laminadora R$5.000,00 R$13.000,00
Vincadeira R$1.500,00 R$2.900,00
Total R$11.500,00 R$42.900,00

 

Achou caro?

Esses valores podem parecer altos, principalmente para as gráficas que estão entrando no mercado agora.

Mas existe uma solução para evitar estes custos.

Muita gente não sabe, mas diversas gráficas (de pequeno e grande porte) terceirizam algumas demandas em outros lugares, pois a carga de trabalho é muito grande ou os equipamentos não são adequados para o trabalho.

Ou seja:

Sempre que você receber um serviço que não está apto a realizar, procure outras empresas para terceirizar.

O importante é: nunca perca o cliente, principalmente se a sua gráfica for de pequeno porte. É preciso conquistar e fidelizar cada cliente que chega até você.

Outra dica super importante:

Para diminuir o tamanho do investimento inicial, a dica é terceirizar todos os processos de acabamento e investir melhor nos equipamentos de impressão.

Lembre-se: sua fonte de renda são as impressões. A escolha correta dos equipamentos é crucial para ter sucesso neste ramo.

 

Quando tempo leva para obter retorno sobre o investimento?

Agora que você já descobriu o valor do investimento que deverá fazer, chegou a hora de descobrir se este investimento irá demorar muito tempo para se transformar em lucro.

Para isso vamos falar sobre a rentabilidade de uma gráfica.

No ramo gráfico, é comum vender produtos com mais de 300%, 400% e até 800% de margem de lucro.

E não importa se a gráfica é pequena ou grande, o lucro sempre será muito maior do que os custos.

E o motivo é simples:

Valor agregado.

Esses tipos de produtos possuem alto valor agregado, isso faz com que as pessoas paguem mais.

Quer um exemplo? Fotos.

Fotos representam momentos importantes nas vidas das pessoas.

Quando alguém quer imprimir um álbum, ela busca a melhor qualidade, pois aquele é um fato importante e merece ser valorizado.

O mesmo efeito também acontece com outros produtos como cardápios, panfletos ou flyers, pois há uma questão visual das empresas em jogo, e elas querem passar a melhor impressão para seus clientes.

Lembre-se: Quanto maior for o valor sentimental do produto, maior será o custo e, consequentemente, maior será o preço cobrado.

Para finalizar:

Se você trabalhar com o volume de impressão correto para o equipamento, o retorno sobre o investimento é relativamente rápido.

 

Quais os principais erros que as pessoas cometem ao montar uma gráfica?

Quando um empreendedor descobre que montar uma gráfica dá dinheiro, ele se empolga e pode cometer os piores erros.

É comum ficar empolgado pelo faturamento de uma gráfica, mas é preciso ter paciência.

Confira abaixo os principais erros que podem fazer com que uma gráfica não seja um bom investimento.

Escolher as impressoras erradas

Já falamos sobre isso, mas é tão importante que precisa ser enfatizado.

Se você comprar uma impressora de entrada, e quiser fazer trabalhos de alta qualidade ou gramatura, a impressora não conseguirá atender sua expectativa.

E fique atento: O contrário também é verdade.

Se você comprar um equipamento muito grande para atender demandas baixas, ou que não exigem muita qualidade, seu investimento será mal feito.

Mas afinal, porque esses dois aspectos são erros graves?

No ramo gráfico, o retorno sobre o investimento pode ser rápido se as máquinas forem usadas corretamente.

Ou seja:

Se você escolher a impressora correta, ela “se pagará” rapidamente.

Caso contrário, seu investimento irá demorar para se tornar lucro. Essa demora pode ser a diferença entre o fracasso e sucesso de uma gráfica.

 

Escolher o fornecedores errado

Muitas pessoas optam em comprar os equipamentos pelo preço mais baixo ou através de indicações.

Não há problema nenhum nisso, se o equipamento for o correto para você.

Porém…

Não se esqueça que se você escolher um fornecedor que só entrega a impressora, isto é tudo que você irá receber: a impressora.

Não há consultoria, nem suporte especializado, nem parceria.

Neste ramo, isso costuma ser um péssimo negócio, principalmente se você é novo.

As impressoras trabalham muito todos os dias, e é preciso trocar peças consumíveis periodicamente, além da necessidade de reparar defeitos técnicos.

Se a impressora parar, você não pode esperar dias até que um técnico resolva o problema, seu faturamento irá despencar e seus possíveis clientes irão para os concorrentes.

Então não se esqueça:

Escolha um fornecedor que ofereça um serviço completo, desde consultoria especializada até suporte técnico profissional.


Fabricio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total